Dia do Engenheiro: profissional comentam os desafios e oportunidades da área

Engenheiro civil aponta a tecnologia como principal tendência do mercado e atualização tecnológica, o principal desafio

 

Reconhecida como uma das áreas mais importantes do conhecimento, a Engenharia tem um dia especial para celebrar os avanços da profissão. Nesta terça-feira (11), os profissionais da área comemoram o Dia do Engenheiro. A profissão, que foi regulamentada no Brasil em 1933, está crescendo cada vez mais e, com o apoio da tecnologia, busca potencializar os processos, aplicando novos conceitos e técnicas.

Com a evolução tecnológica e conceitual da área ao longo das últimas décadas, é importante que os profissionais busquem se capacitar para oferecer diferenciais de qualidade aos clientes. Guy Porto, engenheiro civil e sócio da Construtora Massai, uma das cem maiores do País, conta que um dos maiores desafios da profissão é se manter atualizado, seguindo as tendências. “Como todas as demais áreas, a engenharia tem acompanhado uma aceleração exponencial nas informações e, com isso, a necessidade de atualização, seja pelas normas da ABNT, que são constantemente atualizadas, pelos novos produtos e tecnologias que chegam a todo instante, mas principalmente pelas necessidades do mercado”, explica. Guy percebeu o dom para a engenharia desde criança. “Na infância, sempre gostava de construir as casas, estradas e pontes. Naquela época, ainda não sabia o que exatamente representava isso, mas com o tempo pude ver que a paixão pela profissão iniciou cedo”, conta.

Para ele, a tecnologia é a maior tendência da profissão. “Acredito muito que a  tecnologia vai estar cada vez mais presente nas residências. Assim como aconteceu com o celular, acredito que essas tecnologias estarão disponíveis de uma forma tão natural que nem será tão perceptível. As pessoas vão valorizar ainda mais o bem estar e o contato com a natureza sem abrir mão do conforto e tecnologia”, acredita Guy.

 

O futuro da engenharia é semelhante ao de qualquer outra profissão e representa uma tendência. Com a inovação e tecnologia, o profissional deve estar antenado nas tendências e demandas econômicas, sociais e culturais de um mundo em constante transformação. Além disso, deve estar em constante atualização para apresentar um produto e projeto de qualidade, se preocupando também com questões ambientais e sociais, otimizando os custos e utilizando tecnologia para reduzir erros e aumentar a produtividade.